Material das Próteses

As próteses para serem usadas com cimento acrílico são normalmente confeccionadas em aço inox ou liga de cromo-cobalto. As próteses para uso sem cimento são produzidas em ligas de titânio ou de cromo-cobalto, neste tipo de prótese. O tratamento das superfícies é de suma importância e é feito com o pó da própria liga ou com hidroxiapatita, que é um importante osteocondutor. 

                                                                                                                       exceedABT

As superfícies de carga dos componentes acetabulares modulares podem ser confeccionadas em polietileno de ultra-alto peso molecular, cerâmica ou cromo-cobalto, dependendo do tipo do implante. Todas têm vantagens e desvantagens.

Acetabular component of hip implant      

As combinações mais comuns são cabeças protéticas modulares de cromo-cobalto em acetábulos de polietileno de ultra-alto peso molecular, que também podem receber cabeças de cerâmica. O polietileno tem a desvantagem do desgaste, com produção de partículas não tóxicas, mas capazes de produzir osteólise.

         

As superfícies cerâmica-cerâmica apresentam alta resistência ao desgaste, partículas não tóxicas e longo seguimento, com modelos diferentes dos atuais. É fundamental o preciosismo técnico no posicionamento da cúpula acetabular para evitar o impacto com colo da prótese. Pode acontecer, nesta interface, o aparecimento de um ruído (squeaking) característico e incomodo durante o caminhar.

 

      

As superfícies meta-metal apresentam alta resistência ao desgaste, permitem o uso de cabeças com maior diâmetro, melhorando a estabilidade e têm longo seguimento, embora com modelos e ligas metálicas diferentes das atuais.

Apresentam o risco de determinar aumento de íons metálicos no sangue, com efeitos sistêmicos ainda desconhecidos.

 

 
novo endereço: Rua Félix da Cunha, 737, sala 305, Bairro Floresta, cep 90570-001
Porto Alegre/RS, Brasil. Tel: (51) 3395-5084 ou (51) 3268-8670