Anatomia

Para compreendermos melhor as patologias e os tratamentos é fundamental termos conhecimento das estruturas anatômicas e do funcionamento da articulação do quadril.

O quadril é a maior junta de ajuste esférico do corpo humano. A extremidade do osso longo da coxa, cabeça do fêmur, se encaixa na cavidade acetabular do osso pélvico. É, portanto, uma articulação de grande porte, suficiente para suportar o peso do corpo, distribuir os esforços e permitir os movimentos de flexão, extensão, rotações e abdução e adução dos membros inferiores.

As extremidades ósseas, nas juntas, são cobertas por cartilagens articulares hialinas, tecido branco, brilhante, polido e muito resistente que permite, sem atrito, o deslizamento sem dor dos ossos ajustados.

A articulação é envolvida pela cápsula, uma estrutura fibrosa firme e reforçada, revestida internamente pela sinovial, um tecido que produz o líquido que lubrifica e contribui para o baixo desgaste das estruturas articulares.

A estabilidade da articulação é conferida pelo perfil das extremidades ósseas, pela resistência da cápsula, dos ligamentos e pela ação dos músculos envolvidos com a articulação.

As articulações têm um intrincado desenho no qual a cartilagem e o osso subcondral que a sustenta funcionam juntos para absorver as grandes pressões que são transmitidas através das superfícies, isto é, aproximadamente três vezes o peso do corpo durante a marcha normal e sete vezes durante corridas, escadas, lombas e outras atividades contra resistência.

 
novo endereço: Rua Félix da Cunha, 737, sala 305, Bairro Floresta, cep 90570-001
Porto Alegre/RS, Brasil. Tel: (51) 3395-5084 ou (51) 3268-8670